União Europeia vai doar 200 milhões de vacinas a países subdesenvolvidos – TVI24


União Europeia vai doar 200 milhões de vacinas a países subdesenvolvidos | TVI24


Ursula von der Leyen destacou o combate à pandemia no discurso anual sobre o Estado da União Europeia

No discurso anual sobre o Estado da União, no Parlamento Europeu, em Estrasburgo, a presidente da Comissão Europeia (CE) anunciou esta quarta-feira que vão ser distribuídas 200 milhões de vacinas para países com taxas de vacinação baixas.

Ursula von der Leyen salientou que, apesar das críticas feitas à União Europeia (UE) no início de 2020, a UE conseguiu chegar à liderança mundial a nível da vacinação, tendo já entregado 700 milhões de doses a mais de 130 países. 

Enquanto o resto do mundo estava só a falar sobre isso (vacinação). A Europa simplesmente fez acontecer”, salientou. 

Com os olhos postos no futuro, será feito um investimento de 50 mil milhões de euros, até 2027, no combate a futuras pandemias e crises sanitárias globais. 

2022 – Ano Europeu da Juventude

Ao falar das “cicatrizes profundas” criadas pela pandemia, Von der Leyen destacou as dificuldades sentidas pelos jovens e os desafios que esta nova “geração consciente” traz para o projeto europeu. 

Propomos que 2022 seja o Ano da Juventude Europeia e que o futuro da União Europeia seja criado à imagem desta geração. Os jovens querem que avancemos mais depressa e que seja possível ir mais longe”.

A presidente da Comissão Europeia anunciou a criação do programa “ALMA” para combater o desemprego e desigualdade social. Este projeto é inspirado nos programas “Erasmus” e dará a possibilidade de jovens trabalharem temporariamente noutro Estado Membro. 

UE vai criar pacote de apoio ao Afeganistão de 100 milhões de euros

Em questões de cooperação internacional, segurança e defesa, Ursula disse que a Europa tinha de ser capaz de fazer mais “em nome próprio”.

Nós permanecemos ao lado do povo afegão. De mulheres e crianças, ativistas de direitos humanos, jornalistas”.

Nas próximas semanas será apresentado um novo pacote de ajuda humanitária ao Afeganistão, no valor de 100 milhões de euros, cujo objetivo principal é evitar um “desastre humanitário”. 

Precisamos de dar estabilidade à nossa vizinhança. A Europa sabe mais do que ninguém que se não enfrentarmos as crises no estrangeiro elas vêm ter connosco posteriormente”, constatou a presidente da CE. 

Após questionar a forma “abrupta” como terminou a missão da NATO no Afeganistão, von der Leyen deixa críticas à prestação europeia na questão da defesa e segurança devido à “falta de vontade política”.

Cimeira de defesa de 2022

Durante a presidência francesa do Conselho da UE, que começa no início do próximo ano, será organizada uma cimeira europeia da defesa com destaque para a cibersegurança e a junção do conhecimento com a informação: “hoje dispomos do conhecimento, mas está disperso, temos a informação, mas está fragmentada”, explicou Ursula von der Leyen. 

Temos de ser líderes na cibersegurança. A Europa tem de estar à altura do próximo nível”.

Neste âmbito, a presidente da CE deixou duas propostas: reduzir o IVA na compra de “equipamento de defesa desenvolvido e produzido na Europa” e legislar uma nova lei europeia de ciberresiliência

Pacto Ecológico Europeu

Ao fazer o balanço anual da estratégia europeia para o clima, Ursula von der Leyen apontou o combate à pobreza energética como o fator-chave para a existência de uma “justiça climática”, daí a promessa de “duplicar o financiamento externo para a defesa da biodiversidade”. 

A presidente da Comissão Europeia falou da responsabilidade de países como a China e os EUA nesta temática e apelou aos Estados Membros para que cumpram com o Pacto Ecológico Europeu. 

A Europa está pronta para fazer mais. Nós temos ajudado a cumprir os objetivos climáticos, mas há outros países que não o têm feito”, defendeu Ursula von der Leyen. 

A presidente da Comissão Europeia fez o balanço anual do Estado da União, num discurso no Parlamento Europeu, onde destacou os objetivos cumpridos no último ano e deixou os desafios a ultrapassar no futuro. 

Continuar a ler

VÍDEO MAIS VISTO

LEIA TAMBÉM

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

VÍDEOS MAIS VISTOS