“Sua empresa vai ser atacada. A única questão é se o ataque vai ser bem-sucedido ou não” – Época NEGÓCIOS

fraude virtual; segurança; internet; hacker (Foto: Pixabay)

Ataques cibernéticos crescem na América Latina (Foto: Pixabay)

Nos oito primeiros meses de 2021, o número de ciberataques no Brasil aumentou 23% em relação ao mesmo período no ano passao. Os dados estão no Panorama de Ameaças 2021 da Kaspersky, levantamento anual feito pela equipe de Pesquisa e Análise da empresa internacional de cibersegurança e privacidade digital. 

No ambiente corporativo, o relatório aponta que, em média, é bloqueada uma tentativa de ataque a sistemas industriais por hora no país – apenas neste ano, já foram registradas 5 milhões de tentativas de ataques.

“Não é o caso se pensar se a sua empresa vai ser atacada ou não. Porque ela vai ser. A questão é se esse ataque vai ser bem-sucedido ou não. Depende da segurança”, afirma Roberto Rebouças, gerente-executivo da Kaspersky no Brasil. “A empresa tem que parar de pensar segurança como despesa. Porque quando ela pensa assim, ela busca reduzir gastos. Mas o barato sempre sai caro”, complementa.

No NegNews desta terça-feira, 14, Rebouças conta quais os tipos de ataques mais comuns nas organizações e indica o que devem fazer para proteger seus negócios. Confira a entrevista completa:

Quer conferir os conteúdos exclusivos de Época NEGÓCIOS? Tenha acesso à versão digital.