Inteligência artificial: IBM aponta avanços e desafios – Época NEGÓCIOS

Inteligência artificial, IA (Foto: MR.Cole_Photographer via Getty Images)

Dentre os profissionais de TI entrevistados, 40% afirmam utilizar IA em seus negócios (Foto: MR.Cole_Photographer via Getty Images)

Com a pandemia da covid-19, empresas, de todos os tamanhos e setores, foram obrigadas a se reinventar para atender às demandas do mercado e dos consumidores. Mais do que nunca, foi preciso investir em tecnologia. E, entre as mais variadas, uma se destacou –a inteligência artificial (IA).

O Brasil, inclusive, tem se mostrado na vanguarda da adoção de IA entre os países da América Latina. Para se ter uma ideia do volume, a recém-lançada pesquisa Global AI Adoption Index 2021, elaborada pela IBM, revelou que as companhias nacionais lideram a implementação na região. Dentre os profissionais de TI entrevistados, 40% afirmam utilizá-la em seus negócios –no continente como um todo, esse índice ficou em 21%.

“Esse é um dado que me surpreendeu muito. Em 2019, apenas 14%, 15% das empresas no mundo tinham implantado algum projeto de inteligência arrificial. E, com os dados, de 2021, vimos que, no Brasil, 40% já o fizeram. Isso mostra que somos um dos países mais maduros nesse tipo de adoção”, diz Marcela Vairo, diretora de Data, AI Apps e Automação da IBM Brasil, em evento online realizado nesta quarta-feira (26/5).

A executiva salientou que, até pouco tempo atrás, o grande caso brasileiro no segmento era o da Bia, a IA do Bradesco. Hoje em dia, no entanto, a tecnologia está em nosso dia a dia, em especial no comércio eletrônico –e isso se deve, em grande parte, ao isolamento social imposto pelo novo cornavírus. 

“Temos feito tudo online. Eu, por exemplo, só tenho comprado online, e aí você pega a Lu, do Magalu, por exemplo, que informa ‘seu pedido foi aceito’, ‘seu pedido está chegando’, ‘seu pedido foi antecipado’… Você nem percebe que está interagindo com um assistente virtual, porque é tudo muito amigável”,  comenta Marcela. “É uma tecnologia muito evoluída.” 

A prinicipal aplicação da IA no país, segundo a executiva, tem sido no atendimento ao cliente. Outros drivers, porém, estão ganhando relevância, como cibersegurança, compliance e atendimento aos funcionários e colaboradores, visando uma melhora na comunicação interna empresarial. 

Na visão de Claudio Pinhanez, gerente de pesquisa em Inteligência Convencional da IBM Research Brasil, o que se tem visto hoje, com a utilização da tecnologia em diversos segmentos, é fruto de dez anos de investimentos. “Passamos por algumas ondas até chegar na atual e, neste período, encontramos ferramentas para resolver um problema fundamental, que é o da semalhança, possibilitar que um computador diga ‘isso é parecido com isso’, ‘ essa frase parece que a pessoa perguntou isso’, ‘esse padrão de acessos parece um ataque cibernético’. Até 2010 isso era muito difícil de se fazer em um computador e era o que emperrava a maioria das aplicações de IA”, lembra ele.

Para o futuro, a fim de que a solução ganhe ainda mais adeptos, o especialista diz que é preciso haver uma mudança na forma que as organizações a enxergam. “A primeira intuição dos CEOs é olhar a transformação digital como automação digital. Esse é um erro clássico com IA: ‘A máquina pensa, então vou tirar pessoas’. A IA não é para trocar gente, mas sim para fazer as coisas de uma maneira diferente, diz.” 

Pinhanez acrescenta que a inovação está madura em muitas áreas, mas ainda há avanços a serem feitos para que possa ser usada de maneira mais simples e ser adotada por mais negócios no Brasil. Por exemplo, focar em dados, formar mais profissionais na área, inclusive professores, ter cursos de linguagem natural em português, investir em pesquisas, desenvolver ferramentas mais apropriadas e garantir a transparência dos sistemas.

“Avançamos um bocado nos últimos anos. Em 2015 eu não diria que estaríamos neste patamar. Eu diria que o que está acontecendo agora, aconteceria em 2030. Mas ainda temos muito chão pela frente”, complementa o gerente de pesquisa em Inteligência Convencional da IBM Research Brasil. 

Quer conferir os conteúdos exclusivos de Época NEGÓCIOS? Tenha acesso à versão digital.

Quer receber as notícias de Época NEGÓCIOS pelo WhatsApp? Clique neste link, cadastre o número na lista de contatos e nos mande uma mensagem. Para cancelar, basta pedir. Ou, se preferir, receba pelo Telegram. É só clicar neste link.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *