Siemens expande centro de cibersegurança ibérico – Security Magazine

A empresa abriu há dois anos o centro internacional de cibersegurança em Madrid e, desde então, cresceu de 10 para 45 profissionais, devido ao aumento da procura e dos projectos. A empresa também está empenhada em Espanha para gerir a partir daqui o negócio global de cibersegurança no campo da defesa, com uma equipa global de 150 engenheiros com experiência em novas tecnologias.

A Siemens reforçou o seu compromisso com Espanha com a expansão do centro de cibersegurança que abriu em Madrid há dois anos. Este centro foi aberto para reforçar a segurança das infra-estruturas, empresas e clientes com os quais a empresa trabalha em todo o mundo.

Dado o boom nos serviços de cibersegurança exigidos pelos clientes, a Siemens expandiu a equipa de especialistas em cibersegurança de Madrid de 10 para 45, fornecendo um serviço global à carteira de clientes da empresa em diferentes sectores, e espera continuar a aumentá-la para 60 especialistas nos próximos meses.

Este impulso transformou o centro num centro com maior cobertura interna para lidar com questões relacionadas com as ameaças cibernéticas.

O centro de Cibersegurança trabalhará em estreita colaboração com homólogos em países como Portugal, China, Estados Unidos e Alemanha, e terá como objectivo criar uma ampla base para proteger a Siemens e os seus clientes com produtos e sistemas seguros.

O Centro foi dotado de profissionais e engenheiros de cibersegurança com diferentes perfis, tais como especialistas em gestão de riscos ou estratégias de cibersegurança, que trabalharão no desenvolvimento de tecnologias e sistemas de prevenção, protecção e detecção de ciberataques. Entre as suas tarefas estará a de detectar imediatamente qualquer anomalia que ocorra nesta área e responder aos ataques rapidamente e com os mais altos níveis de eficiência para assegurar, assim, o funcionamento das empresas ou instituições afectadas.

Juntamente com o centro de Cibersegurança, a recentemente nomeada nova chefe global de defesa cibernética, Karen Gaines, funcionará também a partir de Madrid. Trabalhará com uma equipa global de 150 profissionais especialistas em novas tecnologias.

Se gosta desta notícia, subscreva gratuitamente a newsletter da Security Magazine.

pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *