Filmes nomeados para a edição de 2021 dos Óscares estão a ser utilizados em esquemas de phishing online – SAPO Tek

.article-inline-ads-2020{width:300px;margin-left:auto;margin-right:auto;overflow:hidden;} .article-inline-ads-2020 .ad-ctn {padding-top:14px;} .article-inline-ads-2020 .ad-ctn:not(:empty):before {top:0;}

É já no próximo dia 25 de abril que decorre a 93ª edição dos Óscares, num formato diferente do habitual devido à pandemia de COVID-19. enquanto a cerimónia percorre o mundo através da Internet, a Kaspersky alerta que os cibercriminosos estão dispostos a tirar o máximo partido do evento, disseminando ficheiros maliciosos disfarçados das obras cinematográficas nomeadas.

Os especialistas encontraram vários sites de phishing que oferecem a transmissão gratuita de filmes nomeados para os Óscares antes da apresentação dos prémios. Porém, a oferta é apenas um esquema para roubar credenciais dos utilizadores.

De acordo com os investigadores, foram encontrados cerca de 80 ficheiros que se disfarçam dos filmes nomeados para o prémio de Melhor Filme. Quase 70% dos ficheiros maliciosos aparecem disfarçados de apenas três filmes: “Promising Young Woman”, “Judas and the Black Messiah” e “The Trial of the Chicago 7”.

Aliás, o drama biográfico “Judas and the Black Messiah” foi a fonte mais utilizada para propagar este tipo de ficheiros, prefazendo 26% do total de ficheiros infetado. Já “Promising Young Woman” e “Trial of the Chicago 7” contam com percentagens de 22% e 21%, respetivamente.

“Os cibercriminosos sempre tentaram lucrar com o interesse dos utilizadores em várias fontes de entretenimento, incluindo filmes”, afirma Anton V. Ivanov, especialista em segurança da Kaspersky.

“Os grandes eventos da indústria cinematográfica podem estimular algum interesse por parte da comunidade de cibercriminosos, mas, hoje em dia, este tipo de atividade não é tão popular como costumava ser. Isto porque cada vez mais pessoas estão a mudar para serviços de streaming mais seguros e que não requerem o download de ficheiros”. Porém, os “filmes mais famosos servem como uma atração para a difusão de páginas de phishing e emails de spam”.

Para evitar ser mais uma vítima deste tipo de esquema, a Kaspersky aconselha a verificar a autenticidade dos websites antes de introduzir quaisquer dados pessoais e utilizar apenas páginas oficiais para ver ou descarregar filmes. Deverá também verificar duas vezes os formatos URL, bem como a ortografia dos nomes das empresas;

Prestar atenção às extensões dos ficheiros que está a descarregar é outro passo importante e os investigadores recordam que um ficheiro de vídeo nunca terá uma extensão .exe ou .msi; Deve evitar abrir links que prometem ver antecipadamente conteúdos e, se tiver quaisquer dúvidas sobre a autenticidade do conteúdo, deverá esclarecê-las com o fornecedor do mesmo.

Por fim, a utilização de uma solução de cibersegurança de confiança que identifique ficheiros maliciosos e bloqueie sites de phishing é também recomendada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *