Estudo indica que 90% dos dispositivos descartados contém dados confidenciais – Computerworld Portugal

Ao analisar mais de 185 dispositivos de média de armazenamento no período de dois meses, como cartões de memória e discos rígidos dos aparelhos revendidos, os especialistas encontraram dados abandonados pelos primeiros donos.

Por Rafael Romer

Quem considera vender os seus equipamentos electrónicos usados deve estar atentos aos dados neles contidos, é o que aponta um novo estudo realizado pela empresa de cibersegurança Kaspersky sobre revenda de equipamentos electrónicos.

Ao analisar mais de 185 dispositivos de média de armazenamento no período de dois meses, como cartões de memória e discos rígidos dos aparelhos revendidos, os especialistas encontraram dados abandonados pelos primeiros donos em 90% deles – deste total, 16% permitiam o acesso imediato a estas informações.

Os especialistas descobriram também ser possível extrair dados de 74% dos dispositivos usando o método de esculpimento de arquivos (file carving, em inglês), que recupera arquivos em médias de armazenamento. Os dados variaram de compromissos de calendários e anotações de reuniões, fotos e vídeos pessoais, documentos fiscais, informações bancárias, credenciais de login e dados médicos. 

“Esta experiência tem como objetivo principal alertar as pessoas sobre sua responsabilidade em relação a proteção dos seus dados pessoais”, avalia Fabio Assolini, analista sénior de segurança da Kaspersky.





Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *