Secretário de Estado da Educação defende proteção dos direitos no ‘online’ – Notícias de Coimbra

O secretário de Estado Adjunto da Educação, João Costa, defendeu hoje a proteção dos direitos humanos no ‘online’, através do aumento da consciencialização dos perigos da internet.

“Andar pelo mundo virtual pode ter consequências bem reais para todos nós. Quando falamos de ‘ciberbullying’ estamos a falar de ‘bullying’ exatamente como acontece presencialmente, mas que é cometido através das novas tecnologias”, afirmou João Costa, numa intervenção gravada para a sessão de abertura do ‘webinar’ “Sexualidade e comportamentos de risco online”, promovido pelo Consórcio Centro Internet Segura no âmbito das celebrações do “Dia da Internet mais Segura”.

O secretário de Estado da Educação alertou para a necessidade de acabar com a ilusão de que por se estar a “falar para uma máquina tudo é seguro, não existem perigos, nem violações da nossa privacidade”.

“Devemos ter sempre como regra que do outro lado não está o silêncio, está alguém” e, por isso, existe “a possibilidade de sermos constrangidos, atacados, expostos” e “enquanto pessoas que somos temos direito à nossa intimidade, à nossa orientação sexual, a não ser discriminados por aquilo que somos, a não ser vítimas de perseguição”, sustentou.

Nesse sentido, defendeu a importância de “tomar atitudes de segurança” e “divulgar as regras para evitar esse tipo de comportamentos”, de forma a que sejam respeitados os direitos de todos.

Na sessão de abertura participou também através de uma intervenção gravada, a ministra de Estado e da presidência, Mariana Vieira da Silva, reforçando que “só através do conhecimento científico desta realidade” é que se pode atuar ao nível das políticas públicas de prevenção e combate a todas as formas de violência digital.

O secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo, corroborou a visão do secretário de Estado da Educação e da ministra de Estado da presidência acrescentando, em direto, a responsabilidade de educar os jovens para relacionamentos baseados “na igualdade e no respeito, contra uma cultura machista ‘online’ e não só”.

O ‘webinar’ “Sexualidade e comportamentos de risco online” foi um evento gratuito e aberto ao público, realizado, pela primeira vez exclusivamente no digital devido à pandemia, para celebrar o “Dia da Internet Mais Segura”.

O evento ‘online’ foi promovido pelo Consórcio Centro Internet Segura, do qual fazem parte o Centro Nacional de Cibersegurança, a Direção-Geral da Educação, o Instituto Português do Desporto e Juventude, I. P., a Fundação para a Ciência e a Tecnologia – Computação Científica Nacional, a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima, a Fundação Altice e a Microsoft Portugal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *