Secretário de Estado da Educação defende proteção dos direitos no online – Notícias ao Minuto

Andar pelo mundo virtual pode ter consequências bem reais para todos nós. Quando falamos de ciberbullying estamos a falar de bullying exatamente como acontece presencialmente, mas que é cometido através das novas tecnologias”, afirmou João Costa, numa intervenção gravada para a sessão de abertura do webinar ‘Sexualidade e comportamentos de risco online’, promovido pelo Consórcio Centro Internet Segura no âmbito das celebrações do ‘Dia da Internet mais Segura’.

O secretário de Estado da Educação alertou para a necessidade de acabar com a ilusão de que por se estar a “falar para uma máquina tudo é seguro, não existem perigos, nem violações da nossa privacidade”.

“Devemos ter sempre como regra que do outro lado não está o silêncio, está alguém” e, por isso, existe “a possibilidade de sermos constrangidos, atacados, expostos” e “enquanto pessoas que somos temos direito à nossa intimidade, à nossa orientação sexual, a não ser discriminados por aquilo que somos, a não ser vítimas de perseguição”, sustentou.

Nesse sentido, defendeu a importância de “tomar atitudes de segurança” e “divulgar as regras para evitar esse tipo de comportamentos”, de forma a que sejam respeitados os direitos de todos.

Na sessão de abertura participou também através de uma intervenção gravada, a ministra de Estado e da presidência, Mariana Vieira da Silva, reforçando que “só através do conhecimento científico desta realidade” é que se pode atuar ao nível das políticas públicas de prevenção e combate a todas as formas de violência digital.

O secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo, corroborou a visão do secretário de Estado da Educação e da ministra de Estado da presidência acrescentando, em direto, a responsabilidade de educar os jovens para relacionamentos baseados “na igualdade e no respeito, contra uma cultura machista online e não só”.

O webinar ‘Sexualidade e comportamentos de risco online’ foi um evento gratuito e aberto ao público, realizado, pela primeira vez exclusivamente no digital devido à pandemia, para celebrar o ‘Dia da Internet Mais Segura’.

O evento online foi promovido pelo Consórcio Centro Internet Segura, do qual fazem parte o Centro Nacional de Cibersegurança, a Direção-Geral da Educação, o Instituto Português do Desporto e Juventude, I. P., a Fundação para a Ciência e a Tecnologia – Computação Científica Nacional, a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima, a Fundação Altice e a Microsoft Portugal.

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download
Google Play Download

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *