Exame Informática | Portugal sofreu 31 ataques de malware por hora em janeiro – Exame Informática

Portugal sofreu um total de 22.818 ataques de malware, o que corresponde a um ritmo de 736 ataques por dia ou de 31 por hora, durante o mês de janeiro, de acordo com as estatísticas compiladas pela equipa de investigação da empresa de cibersegurança Watchguard Threat Lab e publicadas no site Threat Landscape.

Os números não são animadores, confirmando-se uma tendência de subida: em dezembro registaram-se 17.943 ataques a um ritmo de 579 por dia e, nos primeiros dias de fevereiro, já se registaram 3.293 tentativas de ataque, o que corresponde a 46 ‘investidas’ maliciosas por hora.

Para janeiro, 35% do malware detetado foi classificado como sendo completamente desconhecido (as chamadas falhas zero day), enquanto os restantes 65% disseram respeito a malware conhecido dos peritos em cibersegurança. No segmento de ataques de rede, 4162 tentativas detetadas em dezembro subiram para 19.233 em janeiro, numa frequência de 620 ataques por dia e 26 por hora, explica o comunicado de imprensa.

A equipa do Threat Lab é composta por investigadores especializados que descobrem e estudam as mais recentes ameaças e ataques online, com recurso a dados anónimos do Firefox Feed e recolhidos junto de um conjunto de dispositivos Watchguard UTM ativos sobre os quais os proprietários partilham dados com a equipa. Há mais de 42 mil equipamentos destes em todo o mundo a contribuir para este conjunto de dados.

De recordar que a WatchGuard anunciou, no final de 2020, a intenção de fazer uma maior aposta no mercado português, sendo objetivo continuar a crescer a dois dígitos, como tem acontecido nos últimos anos, nos quais tem registado um crescimento médio anual de 20%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *