EUA evita reconhecer soberania de Israel sobre as Colinas de Golã da Síria – Monitor Do Oriente Medio

O secretário de Estado dos Estados Unidos, Antony Blinken, se recusou a endossar abertamente o reconhecimento do governo Trump da soberania de Israel sobre as colinas ocupadas do Golan na Síria, informou a Reuters.

“Por uma questão prática, o controle do Golan naquela situação, eu acho que continua sendo de real importância para a segurança de Israel”, disse Blinken à CNN.

“As questões jurídicas são outra coisa e levam mais tempo. Se a situação mudar na Síria, isso é algo que olharemos, mas não estamos nem perto disso”, acrescentou.

Blinken alegou que o regime do presidente sírio Bashar Al-Assad e a presença de milícias iranianas na Síria constituem uma “significativa ameaça à segurança” de Israel.

O governo do presidente dos EUA, Joe Biden, disse anteriormente que não retiraria o reconhecimento dos EUA da soberania de Israel sobre as Colinas de Golã.

LEIA: Escolha de Biden para cibersegurança é uma ameaça aos Estados Unidos

Quando questionado por que Biden não falou com o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, até agora, Blinken disse: “Tenho certeza que eles terão oportunidade de falar em um futuro próximo.”

Acordo do século, mudança de embaixada e as Colinas de Golã - Israel não pode acreditar na sorte? - Charge [Sabaaneh/Monitor do Oriente Médio]Acordo do século, mudança de embaixada e as Colinas de Golã - Israel não pode acreditar na sorte? - Charge [Sabaaneh/Monitor do Oriente Médio]

Acordo do século, mudança de embaixada e as Colinas de Golã – Israel não pode acreditar na sorte? – Charge [Sabaaneh/Monitor do Oriente Médio]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *