Projecto iCatch venceu Inncyber Innovation Award – Security Magazine

O projecto iCatch – Sistema de Intelligence para Caracterização de Ciberataques Multi-Etapa, desenvolvido por João Orvalho, aluno do Instituto Politécnico de Beja, venceu a primeira edição do Inncyber Innovation Award.

Segundo a organização, o iCatch é um sistema que permite detectar ciberataques multi-etapa. “Embora existam sistemas que permitem detectar as etapas dos ciberataques isoladamente, como é o caso dos IDS (Intrusion Detection Systems), faltam soluções capazes de associar as várias etapas de um ciberataque numa sequência lógica”, aponta a organização da iniciativa, em citação do responsável pelo projecto.

O iCatch vai mais além recorrendo a algoritmos de machine learning e outros desenvolvidos pelos autores, “tendo sido testado com sucesso em ambientes complexos e com diversos ataques em simultâneo”.

Ao iCatch foi atribuído um prémio monetário no valor de 5.000€ para o aluno e 2.500€ para o professor orientador Rui Silva, entregue pela Altice Portugal e Altice Labs.

As candidaturas à edição 2021 deste prémio estão abertas até final de Março, numa iniciativa da Premivalor Consulting, Altice, Altice Labs e EDP.

Este prémio distingue projectos nas áreas da Segurança e vulnerabilidades no Mundo 5G; Gestão do Acesso à Identidade: autenticação multi-factor, monitorização do comportamento do utilizador, ferramentas biométricas, encriptação, token e micro-segmentação, IA aplicada à cibersegurança: RPA e machine learning, Blockchain, Simulação de cenários para formação de resposta cibereficaz, plataformas digitais multicanal; Higiene Cibernética e GDPR; Protecção de Infra-estruturas Críticas; Microeconomia aplicada à cibersegurança, Transformação digital e IOT relacionada com o serviço ao cliente, processos e operações; Classificações de cibersegurança; Cidades inteligentes e cibersegurança; Cibersegurança e mobilidade; Plano de educação numa plataforma web sobre como reduzir o risco cibernético dirigido às crianças e jovens considerando as aulas online no novo regime;

Plano de marketing / comunicação para a sensibilização para a cibersegurança; formação de cidadãos em cibersegurança; para mitigar o impacto das campanhas de “phishing” sob a cobertura de entidades oficiais para a captura de dados pessoais sobre a sequência de crises COVID-19 ou outras crises pandémicas; para mitigar o impacto nas iniciativas de “crowdsourcing” para recolher doações para campanhas falsas de compra de equipamento médico para a COVID-19 ou outras crises pandémicas; para mitigar o impacto das plataformas de informação digital falsas em tempo real da evolução da COVID-19, visando a infecção por dispositivos ou outras crises pandémicas; Plano de alfabetização/formação em plataforma web sobre como estar ciberseguro enquanto se trabalha a partir de casa. Desenvolvimento de um modelo financeiro para a avaliação da implementação de projectos/medidas de cibersegurança nas organizações, incluindo os principais pressupostos e indicadores chave ; Desenvolvimento de modelos/caixas para análises custo-benefício de investimentos em segurança informática para empresas; Plano de alfabetização/formação de recursos humanos nas organizações para compreender os riscos da cibersegurança ; Plano de apoio para mitigar os riscos de cibersegurança no âmbito da parceria entre a Altice e a Cruz Vermelha Portuguesa na luta contra o Covid 19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *