Malware perigoso ameaça WhatsApp – MaisTecnologia

Um novo malware foi descoberto no WhatsApp com sérios riscos de segurança para todos os que utilizam um smartphone Android. O alerta foi dado pelo The Hacker News que explica que o ataque aproveita a confiança que tem com os seus contactos para difundir um link para uma aplicação maliciosa do Huawei Mobile.

A publicação dedicada à cibersegurança adverte os utilizadores para este novo perigo para a segurança dos seus dispositivos móveis. O pior de tudo? Milhões de utilizadores encaminham a mensagem infetada sem se aperceberem.

Ao clicar no link o utilizador é redirecionado para uma página que é muito semelhante à do Google Play Store. Depois de instalada, a aplicação pede várias permissões, onde por exemplo, requer acesso a notificações, para permanecer ativo em segundo plano e ser capaz de mostrar uma sobreposição sobre todas as outras aplicações.

A inicialização e a sobreposição em segundo plano são duas permissões perigosas que permitem que a aplicação consiga ter acesso a tudo aquele que faz nas outras aplicações.

O malware pode, portanto, recolher todos os seus dados confidenciais, como as passwords e/ou dados bancários. O objetivo, por enquanto, é fazer com que as vítimas caiam em assinaturas abusivas, mas os seus instigadores podem facilmente evoluir o seu ataque para algo mais perigoso.

Parte da operação do malware é, de facto, baseada em instruções recuperadas de um servidor remoto. Para já não há qualquer forma real de se proteger contra esse malware, exceto nunca descarregar qualquer aplicação que seja partilhada através dos seus contactos do WhatsApp. Neste momento há a necessidade de se limitar a fontes confiáveis ​​para descarregar aplicações de terceiros, verificar se uma aplicação foi realmente criada por um desenvolvedor genuíno e examinar cuidadosamente as permissões das apps antes da instalação.

Mas o facto de o malware se basear habilmente na confiança associada aos contactos do WhatsApp implica que mesmo essas contra-medidas possam não ser suficientes.

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *