Apple: já podes correr Linux nos Mac com processador M1 – 4gnews

Nem o pai do Linux Linus Torvald julgava ser possível, mas eis que aconteceu mesmo! O CTO da Corellium anunciou que a sua equipa conseguiu desenvolver uma versão estável do Ubuntu que corre nos computadores Mac da Apple equipados com processador M1.

Um grupo de investigadores da companhia criou um método para a instalação do sistema operativo nos Mac com os novos processadores desenvolvidos pela marca de Cupertino. Caso sejas adepto do Linux mas não dispenses a portabilidade de um MacBook já podes juntar o melhor de dois mundos.

Linux nos Mac M1 da Apple é um sonho para muitos!

Linux is now completely usable on the Mac mini M1. Booting from USB a full Ubuntu desktop (rpi). Network works via a USB c dongle. Update includes support for USB, I2C, DART. We will push changes to our GitHub and a tutorial later today. Thanks to the @CorelliumHQ team ❤️🙏 pic.twitter.com/uBDbDmvJUG

— Chris Wade (@cmwdotme) 20 de janeiro de 2021

Chris Wade refere que o port do Linux para os M1 foi possível correndo o sistema operativo a partir de uma ligação USB. A equipa usou um dongle USB-C para poder aceder às funcionalidades de rede, mas são apontadas também algumas limitações.

Entre as principais está a incompatibilidade com a aceleração gráfica, o que faz com que todas as tarefas relacionadas com renderização tenham de ser satisfeitas através de software.

Segundo Wade a Corellium está a trabalhar nesta versão do Linux para os M1 há um mês, tendo feito progressos significativos em pouco tempo. O executivo garantiu também que será publicado um tutorial para o seu método nos próximos dias.

Corellium e Apple não têm a melhor das relações

A Corellium é uma empresa de virtualização de software que, entre outras coisas, produz ferramentas para a investigação de questões relacionadas com cibersegurança e testa aplicações.

A sua relação com a Apple não é das melhores, já que a empresa de Tim Cook não aprova o seu trabalho na emulação de software.

A primeira vez que a companhia falou acerca dos seus testes com o Linux nos M1 foi no início deste mês, altura em que anunciou estar a trabalhar no projeto mas ainda numa fase muito precoce.

Apesar de estar agora concretizado o trabalho base para esta possibilidade a Corellium indica que a plataforma deve ser usada apenas por pessoas com experiência, já que existem ainda alguns bugs e arestas para limar.

Mesmo assim trata-se de um avanço inesperado que permitirá testar as capacidades dos M1 a correr distribuições do Linux numa variedade de cenários.

Editores 4gnews recomendam:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *