‘Startup’ de criptomoedas criada por português prestes a tornar-se banco nos EUA – Jornal Económico

A startup luso-americana Anchorage prepara-se para se tornar na segunda empresa de criptomoedas a converter-se num banco nos Estados Unidos, depois da Kraken. Fundada em 2017 por Diogo Mónica e Nathan McCauley, a fintech faz custódia (proteção) de ativos digitais para ajudar as instituições financeiras a proteger investimentos e pertence à associação por detrás da Libra do Facebook – que entretanto mudou de nome para Diem. A empresa tem sede na Califórnia e escritórios em Dakota do Sul, Nova Iorque e Porto, para onde vai recrutar mais de uma dezena de engenheiros no próximo ano, segundo o presidente, um notório apaixonado pelos desafios de cibersegurança nos pagamentos.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *