Ironhack quer agilizar o processo de recrutamento na área da tecnologia e lança novo serviço para empresas – SAPO Tek

.article-inline-ads-2020{width:300px;margin-left:auto;margin-right:auto;overflow:hidden;} .article-inline-ads-2020 .ad-ctn {padding-top:14px;} .article-inline-ads-2020 .ad-ctn:not(:empty):before {top:0;}

A Ironhack quer otimizar e tornar mais simples o processo de recrutamento na área de tecnologia por parte das empresas e lançou um novo serviço B2B de procura e seleção de talento tecnológico, funcionando como uma ponte entre os seus alunos e as organizações.

Citando dados do Eurostat, a escola indica em comunicado que as empresas da União Europeia têm cada vez mais dificuldade em preencher as suas vagas na área da tecnologia. No panorama português, 47% das empresas têm dificuldades no recrutamento de talento tecnológico.

Tendo em mente a situação que muitas empresas enfrentam, a Ironhack decidiu apostar num serviço complementar à formação, apoiando-as num setor onde há escassez de talento e dificuldade em encontrar o candidato certo.

O serviço direciona-se a qualquer empresa que esteja a recrutar em áreas como Web Development, Data Analytics, UX/UI Design e Cibersegurança. Consoante o cargo disponível, a Ironhack vai indicar, a partir da sua base de dados de alunos, aqueles que se enquadrem na função e perfil requerido, para que estes sejam submetidos ao processo de recrutamento da empresa.

“Criar este serviço de recrutamento foi um processo natural, pois, dado que apostamos na formação com foco em responder às necessidades do mercado de trabalho, conseguimos dar acesso às empresas a pessoas que estão bastante bem preparadas para aquilo que procuram”, indica Munique Martins, responsável pelo campus da Ironhack de Lisboa.

“Há várias empresas a precisar de profissionais com competências específicas” e “o processo de recrutamento pode ser demoroso e exigente em termos de recursos”, explica Munique Martins, acrescentando que com a nova área de atuação, a Ironhack torna-o “mais ágil e eficaz, evitando a necessidade de o repetir pouco tempo depois”.

Ao todo, desde que chegou a Portugal em 2018, a Ironhack já formou mais de 330 alunos em áreas tecnológicas, e empresas como a Mercedes-Benz, a Critical Techwords, a Philip Morris e a Advert.io já apostaram neste novo serviço de recrutamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *