Foram tomadas todas as medidas preventivas para proteger a infra-estrutura digital dos EAU contra os ataques cibernéticos: Conselho Nacional de Ciber-segurança – WAM Portuguese

ABU DHABI, 28 de Dezembro de 2020 (WAM) — O Conselho Nacional de Segurança Cibernética afirmou estar constantemente e regularmente a supervisionar, em cooperação com as equipas de segurança dos EAU, as infra-estruturas e sistemas digitais do país, e a tomar todas as precauções e procedimentos necessários para salvaguardar as infra-estruturas digitais dos EAU, parar os ciberataques e assegurar uma recuperação rápida.

Numa declaração hoje, o Conselho apela a todas as organizações do governo e do sector privado a seguirem as directrizes emitidas pelas equipas de segurança dos EAU, a fim de responderem a este tipo de ataques.

O Conselho aconselha igualmente a aplicar prontamente as actualizações necessárias aos sistemas e a tomar todas as medidas que possam proteger todas as redes.

Embora afirmando a sua disponibilidade para prestar todo o apoio necessário a qualquer entidade afectada ou que procure aconselhamento e apoio, o Conselho convida todas as entidades a contactarem a equipa nacional de resposta a emergências informáticas (aeCERT) ou equipas de segurança relevantes.

Recentemente, os ciberataques registaram um desenvolvimento sem precedentes, tendo-se tornado cada vez mais complexos e frequentes. Nos últimos dias, o SolarWinds dominou as manchetes das notícias como a mais recente vítima de ciberataques avançados, onde os actores da ameaça injectaram um código malicioso numa actualização para o SolarWinds Orion, resultando numa série de ciberacidentes para as entidades que descarregaram a actualização a nível mundial.

“Assim, o Conselho de Segurança Cibernética regista o seu reconhecimento do ataque do SolarWinds, onde trabalhou proactivamente no caso em colaboração com entidades relevantes nos EAU, a fim de investigar e avaliar o que aconteceu. Foi demonstrado que algumas entidades baseadas nos EAU foram atacadas e, como tal, foram tomadas as medidas necessárias para lidar com estes incidentes e assegurar os círculos eleitorais”, disse a declaração.

“Em paralelo, as equipas envolvidas começaram a comunicar com a SolarWinds e parceiros globais de organizações de segurança e prestadores de serviços técnicos para acompanhar o progresso na matéria, obter informações e acções para conter o incidente”, acrescentou a declaração.

Traduzido por: Mohamed Eid Khedr.

http://www.wam.ae/en/details/1395302898356

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *