Europa dá luz verde a programa de 7,5 mil milhões de euros para projetos digitais – SAPO Tek

.article-inline-ads-2020{width:300px;margin-left:auto;margin-right:auto;overflow:hidden;} .article-inline-ads-2020 .ad-ctn {padding-top:14px;} .article-inline-ads-2020 .ad-ctn:not(:empty):before {top:0;}

Esta segunda-feira Parlamento Europeu e Estados-membros alcançaram o acordo que faltava para aprovar a iniciativa e pôr em marcha os passos finais para a aprovação do programa Digital Europe, um dos instrumentos do próximo quadro europeu de financiamento plurianual, que será lançado no próximo ano.

A iniciativa canalizará uma verba de 7,5 mil milhões de euros e terá um horizonte temporal que se estende entre 2021 e 2027. Visa contribuir para acelerar a recuperação da Europa e apoiar a transformação digital da região.

Vai apoiar projetos em cinco áreas fundamentais: supercomputação, inteligência artificial, cibersegurança, competências digitais avançadas e promoção de uma ampla utilização de ferramentas digitais na economia e na sociedade.

No comunicado divulgado pelo Parlamento Europeu, explica-se que o programa foi afinado para diminuir a distância entre a investigação tecnológica e os resultados práticos que daí resultam, de modo a otimizar as taxas de conversão dos projetos em soluções reais que chegam ao mercado

Explica-se também que o principal propósito da medida passa por beneficiar cidadãos e empresas, sobretudo pequenas e médias empresas, em linha com os objetivos europeus de promover uma economia cada vez mais sustentável, uma transformação digital e a resiliência e autonomia da região nestes domínios.

“A pandemia evidenciou a necessidade de investirmos mais nas nossas capacidades digitais, dos supercomputadores à cibersegurança. O Programa Digital Europe vai ajudar os negócios europeus, especialmente os mais pequenos, a desenvolverem tecnologias avançadas para crescerem e beneficiarem das enormes oportunidades da transformação digital”.

Falta agora a aprovação da redação final do texto do Programa pelo Parlamento Europeu e pelo Conselho Europeu e a aprovação da primeira leitura, que será feita pelo Conselho e validada pelo Parlamento. Cumpridos os procedimentos legais, o Programa estará em condições de ser implementado no próximo ano, em linha com o novo quadro plurianual de investimento europeu, que caberá à presidência portuguesa lançar.

O Digital Europe vai complementar outros programas de investimento europeu, como o Horizonte Europa (investigação) ou o Connecting Europe Facility, mais vocacionado para as infraestruturas digitais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *